segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Poema de Manuel Alegre


Hoje deixo-vos com um poema de Manuel Alegre.

Um abraço para todos do vosso amigo Aires - 1º Cabo 2625




As nossas frases estão cheias de picadas
 de minas a explodir nos substantivos 
por dentro do silêncio há emboscadas
 não sabemos sequer se estamos vivos. 
Os helicópteros passam nas imagens
 a meio de uma vírgula morre alguém
 e os jipes destruídos estão nas margens do papel
 onde talvez para ninguém 
se vão escrevendo estas mensagens. 

 Manuel Alegre

Sem comentários:

Publicar um comentário

A tua opinião é importante! Comenta aqui!